fbpx

Remote Portugal

O que é o trabalho remoto? Mitos e como encontrar

O que é o trabalho remoto?

Índice

O Trabalho Remoto já não é novidade nos dias de hoje, e parece que veio para ficar. Mas será que o conceito do que é verdadeiramente o trabalho remoto é conhecido e percebido da mesma forma por todos?

Ainda existem algumas dúvidas sobre o que é realmente o trabalho remoto, e se tu fazes parte dessas pessoas, então este artigo é para ti. Vamos desmistificar o que é o trabalho remoto e acabar com alguns mitos, assim como explicar-te como se trabalha remotamente e quais os seus benefícios.

Queres saber mais? Vamos a isso!
Se preferires este conteúdo em vídeo: 

O que é o Trabalho Remoto?

Esta é a primeira pergunta que muitas pessoas ainda fazem e que deixa alguma confusão (principalmente quando falamos de Nomadismo Digital). Com a atual pandemia, tanto empresas como colaboradores tiveram que se adaptar a um “novo normal”, que veio alterar a rotina de muitas pessoas. 

Neste contexto, milhares de empresas e colaboradores tiveram de adotar o trabalho remoto e essa mudança levou a uma enorme reflexão sobre a forma como trabalhamos. Mas a verdade é que o Trabalho Remoto já existia! 

O trabalho remoto é todo o trabalho que pode ser feito à distância, através da internet e dos nossos dispositivos. 

Ao Trabalhar Remotamente não existe a necessidade de nos deslocarmos para um escritório. Mas não quer dizer, necessariamente, ter de trabalhar em casa — onde muitas vezes não temos as melhores condições para tal. 

O trabalho remoto é sinónimo de “flexibilidade” — flexibilidade de escolhermos de onde trabalhamos e de onde desempenhamos as nossas tarefas.

Trabalho Remoto, Teletrabalho e Home office – Diferenças

Trabalho Remoto é um regime de trabalho relativamente novo, e isso trouxe muitas dúvidas e confusões. É preciso distinguir 3 conceitos básicos:  

Home office: é todo o trabalho desempenhado em casa, onde normalmente existe um espaço dedicado para esse fim, com as melhores condições possíveis (como uma boa cadeira, boa luz, uma secretária, um monitor, etc.) — espreita aqui algumas ideias ou inspirações para criares o teu home office de sonho.

Trabalho Remoto: Todo o trabalho que pode ser feito à distância, através da internet e dos nossos dispositivos tecnológicos. Pode ser feito a partir de casa, de um espaço de coworking, de um café, de uma biblioteca, entre outros. As opções são inúmeras e depende de onde as pessoas se sentem mais confortáveis e de onde são mais produtivas para realizar o seu trabalho. Trabalhador remoto pode ser um empreendedor, freelancer, empregado ou investidor. Trabalho Remoto pressupõe utilização de ferramentas próprias e adaptação de metodologias. Comunicação é muita vez assíncrona

Teletrabalho: (muitas vezes confundido com o Trabalho Remoto). É semelhante ao Trabalho Remoto, mas está normalmente associado a um contrato de trabalho. Pode ser um regime temporário em que a comunicação continua síncrona e muitas vezes não existe adaptação de metodologias. 

O que é preciso para Trabalho Remoto?

 

Depois de descobrir onde te sentes melhor a trabalhar, é igualmente importante saber se tens as condições necessárias para executar da melhor forma o teu trabalho. Seja de casa, de um espaço de coworking, de um café ou de uma biblioteca, estas são as condições ótimas para o trabalho remoto: 

  • Boa ligação à internet (dependendo do teu trabalho, é sempre bom ter uma ideia do mínimo de velocidade que precisas para conseguires trabalhar);
  • Tomadas de energia suficientes;
  • Cadeiras ergonómicas e secretárias suficientemente espaçosas (se conseguires ter acesso uma stand-up desk, melhor ainda);
  • Um espaço dedicado onde possas fazer as tuas reuniões à vontade (tanto para não perturbar quem te rodeia, mas também para seres o mais profissional possível);
  • Uns bons headphones;
  • Um laptop stand, para melhorar a tua postura enquanto trabalhas.

Não existe uma fórmula secreta ou igual para todas as pessoas no que toca a trabalhar remotamente. Dependendo do teu tipo de trabalho e do que precisas para o desempenhar da melhor forma, estas são algumas dicas que deves ter sempre em consideração na escolha do local de onde vais trabalhar.

O que é o trabalho remoto
Como trabalhar remotamente

Tipos de trabalhadores remotos

Além dos diferentes espaços de onde podes trabalhar, também existem diferentes tipos de trabalhadores remotos, com necessidades diferentes. Eis os tipos de trabalhadores remotos que podemos encontrar neste mundo:

Empregados: é o trabalhador com contrato com uma empresa, mas que executa remotamente. Este é o tipo de trabalhador remoto mais predominante (principalmente desde que começou a pandemia). Respeita normalmente uma hierarquia e tem muitas vezes horários. É o tipo de trabalhador remoto com menos flexibilidade, mas com mais estabilidade financeira. 

Freelancer: é aquele trabalhador que trabalha por conta própria e de forma independente. Enquanto que no anterior apenas trabalham para uma empresa, aqui conseguem trabalhar em vários projetos e para diferentes empresas ao mesmo tempo. Este é o tipo de trabalhador remoto mais recomendado para se iniciar neste mundo, já que é sinónimo de muita experiência.

Empreendedor: é aquele trabalhador que tem o seu próprio negócio e que trabalha para si mesmo, tendo ou não uma pequena equipa com ele. Este é, talvez, o tipo de trabalho remoto mais desafiante e que mais riscos traz — mas, dependendo do tipo de negócio, e do que queres atingir, podes encontrar, de igual forma, bastantes benefícios.

Investidor: Pessoas que aplicam dinheiro para gerar dinheiro. Investidores podem aplicar dinheiro em ações de empresas, criptomoedas, projetos promissores e muitas outras coisas. É um ótimo complemento de qualquer outra maneira de trabalhar remotamente, mas não recomendado para começar, pois implica riscos de capital. 

_______________

Antes de te iniciares em algum dos tipos de trabalhador remoto acima mencionados, é igualmente importante saberes as vantagens e desvantagens que os separam, — para saberes qual é que se poderá adaptar melhor ao que queres fazer. 

Lembra-te, “one size doesn’t fit all”. O que pode ser o melhor para um, pode não ser o mais adequado para o outro. 

Benefícios do trabalho remoto para os trabalhadores

Nesta altura, já é sabido que o trabalho remoto traz bastantes benefícios, tanto para as empresas como para os próprios trabalhadores. Mas para quem ainda tem dúvidas, ficam aqui alguns dos principais benefícios do trabalho remoto para os trabalhadores:

  • Flexibilidade de poderem escolher qual é o seu espaço de trabalho ideal;
  • Aumento da produtividade;
  • Menos custos com deslocações;
  • Mais tempo disponível para aproveitarem como quiserem;
  • Mudança para um local mais barato (em vez de viverem no centro da cidade, podem escolher viver numa área mais calma).

Benefícios do trabalho remoto para empregadores ou empresas

Se o trabalho remoto traz benefícios para os trabalhadores, também os traz para os próprios empregadores ou empresas. Conhece, de seguida, os principais benefícios:

  • Menos custos com o(s) escritório(s);
  • Maior acesso ao melhor talento do mercado;
  • Redução do turnover (ou rotatividade de pessoal) dentro da empresa;
  • Empregados mais felizes (o que pode levar a um aumento da produtividade).

Estes benefícios (e muitos mais) são cada vez mais percetíveis na visão das empresas, e já são muitas aquelas que se renderam e transitaram para o trabalho remoto. Fica a conhecer algumas dessas empresas aqui.

Mitos do Trabalho Remoto

Apesar de o trabalho remoto ser já uma realidade e muitos adotarem este novo normal, a verdade é que ainda existem alguns mitos associados que, por vezes, prejudicam a imagem desta forma de trabalhar. Na Remote Portugal queremos acabar com esses mitos e esclarecer quaisquer dúvidas que possam ainda existir sobre o que é ou não o trabalho remoto.

Fica a conhecer os mitos mais comuns:

  • “Temos que estar fisicamente juntos com os nossos colegas para o trabalho acontecer.”

Mito. Este é talvez o mito mais ouvido em todo o lado e a verdade é que não precisamos de estar fisicamente com os nossos colegas de trabalho para apresentar resultados. Em algumas funções, é claro que ajuda estarmos todos juntos num espaço, principalmente em tarefas mais criativas e de brainstorming, mas isso não significa que temos todos de trabalhar num escritório. Hoje em dia, já existem ferramentas e plataformas online que ajudam na parte da colaboração, e a verdade é que as equipas podem reunir-se num espaço de cowork, por exemplo.

  • “Trabalhar remotamente é o mesmo que trabalhar a partir de casa.”

Mito. Tal como já foi mencionado várias vezes ao longo deste artigo, o trabalho remoto não está associado a trabalhar a partir de casa. O home office pode ser uma das formas de trabalhar remotamente, mas outros espaços, como um cowork, um café ou uma biblioteca também são opções de onde podemos trabalhar.

  • “O trabalho remoto é igual ao trabalho no escritório, mas com Zoom”

Mito. Tal como o trabalho remoto não é propriamente trabalhar a partir de casa, também não é igual ao trabalho realizado no escritório. Tal como um dos fundadores da Remote Portugal disse, numa entrevista, o “trabalho remoto envolve mais comunicação assíncrona, uma maior necessidade de documentação de processos e decisões, além de uma estrutura clara de medição de produtividade.” (Gonçalo Hall, numa entrevista para a FactorialHR). 

  • “No Trabalho Remoto não conseguimos criar a mesma cultura como se estivéssemos num escritório”

Mito. A cultura é outro tema que, no mundo do trabalho remoto, traz muita discussão e opiniões diferentes. Na Remote Portugal acreditamos que é possível criar e potenciar uma cultura saudável numa empresa 100% remota ou híbrida. Está mais do que provado que não é preciso estarmos todos num escritório para a cultura acontecer; a cultura cria-se entre os colaboradores e as chefias, independentemente se estão em ambiente presencial ou remoto. A cultura são as pessoas e não o que o escritório oferece.

  • “Para trabalhar remotamente tenho de ser Nómada Digital.”

Mito. Ser trabalhador remoto e/ou Nómada Digital é muito diferente. O Nomadismo Digital é um estilo de vida que está associado ao trabalho remoto. Um Nómada Digital é um trabalhador remoto que apenas viaja constantemente enquanto trabalha online. É uma opção ter esse estilo de vida, mas lembra-te sempre: um nómada digital é um trabalhador remoto, mas nem todos os trabalhadores remotos são nómadas digitais.

O que é o trabalho remoto
Trabalho Remoto

Profissões mais comuns para trabalho remoto

Depois de conhecermos os vários tipos de trabalhador remoto que existem, está na altura de falarmos das profissões mais comuns.

A área da tecnologia é, sem dúvida, aquela em que mais facilmente se consegue trabalhar remotamente, mas não te deixes enganar! Neste artigo da Remote Portugal, damos a conhecer outras profissões que, hoje em dia, já são desempenhadas de forma remota. Eis algumas dessas profissões e respetivas áreas:

Marketing:

  • Copywriter e Content Writer;
  • Especialista de E-commerce/Lojas virtuais
  • Gestor de Redes Sociais;
  • Especialista em Marketing Digital;
  • Especialista em SEO.

Tecnologia:

  • UX/UI Designer (Experiência do utilizador);
  • Programador;
  • Web Developer;
  • Especialista em testar websites;
  • Game Supporter (Gaming).

Lifestyle:

  • Blogger;
  • Editor de Vídeo e/ou Filme;
  • Coach (fitness, business, lifestyle, etc.);
  • Fotógrafo/Videógrafo;
  • Assistente Virtual.

Como encontrar trabalho remoto

Hoje em dia, com uma simples pesquisa, consegues encontrar tudo na internet, e o trabalho remoto não é exceção. Desde como começar a trabalhar remotamente, até às melhores plataformas para encontrar trabalho remoto, tudo está à distância de um clique.

No entanto, o excesso de informação que encontramos pode levar, igualmente, à desinformação e a muitas dúvidas. Na Remote Portugal, já escrevemos um artigo sobre como encontrar trabalho remoto e quais as melhores plataformas consoante o tipo de trabalhador remoto que queres ser.

Eis algumas das plataformas mais comuns e credíveis onde podes encontrar oportunidades neste mundo:

Para além destas plataformas, também existem outras oportunidades, que  estão sempre a surgir. Desde os grupos de Facebook, a newsletters e a comunidades, também existem várias ofertas, e no mundo do trabalho remoto, a forma mais eficaz é por recomendação de um colega/amigo. 

Conclusão

Estamos a testemunhar, nos últimos meses, uma mudança no mundo corporativo, e o trabalho remoto teve um papel relevante nessas mudanças.

O trabalho remoto veio para ficar e aqueles que se conseguirem adaptar são aqueles que vão sobreviver e sair “a ganhar”.

Neste artigo desmistificámos alguns mitos e mostrámos o que é, realmente, o trabalho remoto. Agora, só depende de ti.

2 menções em “O que é o trabalho remoto? Mitos e como encontrar”

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *